Educação Educação

Alunos da rede municipal de ensino de SP recebem 100 mil tablets

Ainda restam 405 mil. Equipamentos são usados nas aulas dos estudantes que estão no ensino híbrido e no contraturno

21/05/2021 16h55
Por: Redação Fonte: R7
Alunos da rede municipal de São Paulo receberam os primeiros 100 mil tablets - (Foto: Divulgação / Prefeitura de SP)
Alunos da rede municipal de São Paulo receberam os primeiros 100 mil tablets - (Foto: Divulgação / Prefeitura de SP)

A Prefeitura de São Paulo entregou até esta sexta-feira (21) 100 mil tablets aos estudantes da rede municipal de ensino. No total, serão entregues 505 mil equipamentos, sendo 465,5 mil destinados aos alunos do ensino fundamental e outros 40 mil para os CEIs (Centros de Educação Infantil) praticarem atividades em salas de aula.

O investimento foi de R$ 600 milhões. Após o início da distribuição, os diretores relataram à prefeitura que houve um aumento significativo de alunos que acompanham as aulas virtuais.

O prefeito Ricardo Nunes (MDB) e o secretário municipal de Educação, Fernando Padula, estiveram na EMEF (Escola Municipal de Ensino Fundamental) City Jaraguá, na zona norte, para onde foram destinados 762 tablets.

“A pandemia nos mostrou muitos universos que precisamos atuar para possibilitar o ensino à distância e melhorar a educação com o uso de tecnologia, estimulando as crianças a se acostumarem também com este universo”, destaca o prefeito. 

Os equipamentos destinados às EMEFs foram adquiridos para aprendizagem dos estudantes por meio do ensino híbrido, com atividades planejadas para o período presencial e o contraturno, inclusive de reforço escolar e atividades de complementação e recuperação. 

“Esses tablets não são para a pandemia, mas para a vida do aluno. Aquele aluno que está entrando hoje no primeiro ano do ensino fundamental vai usar esse tablet até o final da vida escolar”, explica o secretário Fernando Padula. “

De acordo com o secretário, onde antes tinham cinco alunos participando das aulas, com os tablets, são 30 em aula online.

Entrega

A prioridade é atender com os equipamentos os alunos mais vulneráveis. Para a entrega, foram priorizados os 10% de alunos que menos tiveram acesso online em 2020. Na sequência, a entrega está sendo feita aos 20% que tiveram baixa conectividade com a plataforma de ensino e aos estudantes que tiveram pior desempenho na Avaliação Diagnóstica.

Os equipamentos foram montados e programados para só serem liberados após testes e ativação do sistema de monitoramento de conteúdo. A entrega dos tablets é feita para o aluno, porém o responsável legal precisa estar presente.

Claudete Azevedo da Silva retirou dois tablets para os filhos de 9 e 6 anos, alunos da EMEF City Jaraguá: “Era muito difícil, pois só tinha um celular para dividir para os dois, além do sinal da internet ser muito difícil. Agora sinto que meus filhos estarão mais motivados para estudar. Foi a melhor coisa”.

A entrega é realizada pelas escolas que, por causa da pandemia, escalonaram a distribuição seguindo os protocolos de segurança. As famílias dos estudantes são avisadas das datas e horários para retirada do equipamento.

Tecnologia

Por meio do projeto Sala de Aula Digital, a Secretaria Municipal de Educação iniciou processo para compra de 465,5 mil tablets que serão utilizados por estudantes dos ensinos fundamental e médio e CIEJA da rede municipal. Os equipamentos terão chip 4G para acesso à internet.

O mesmo projeto pretende levar equipamentos de tecnologia para mais de 13 mil salas de aula espalhadas em 1.500 escolas municipais da cidade de São Paulo. Cada sala receberá um computador, um projetor, uma caixa de som e internet banda larga. A instalação dos equipamentos está prevista para a segunda quinzena de outubro.