Geral Coronavírus

Três Lagoas confirma terceira morte por coronavírus, a 7ª de MS

Município assume liderança em óbitos ocasionados pela doença e casos dobraram em uma semana

23/04/2020 10h42
118
Por: Redação Fonte: Midiamax
Três Lagoas confirma terceira morte por coronavírus, a 7ª de MS

O município de Três Lagoas confirmou o terceiro óbito por Covid-19, causado pelo novo coronavírus. Trata-se de uma idosa de 76 anos, que já estava entre os casos confirmados e que estava na UTI de um hospital da cidade.

A idosa faleceu por volta das 5h desta quinta-feira (23) e, assim como as outras vítimas da doença, estava no grupo de risco da Covid-19: a paciente apresentava quadro de doenças pré-existentes, como hipertensão, doença neurológica crônica e mal de alzheimer.

O cenário da pandemia do novo coronavírus em Três Lagoas transformou-se substancialmente desde a confirmação do primeiro óbito por Covid-19: há uma semana, o município reunia 12 diagnósticos positivos para a doença. Na noite da última quarta-feira (22), porém, as confirmações dobraram, chegando a 24 diagnósticos.

Desde o início da pandemia, Três Lagoas só viu seus números crescerem. Até ontem, Três Lagoas já enfrentava o estigma de ter dois óbitos da doença. Com esta terceira morte, a cidade atrai mais olhares de alerta.

A primeira confirmação na cidade ocorreu no dia 1º deste mês. No último dia 13, a cidade assumiu a liderança em total de casos de Covid-19 no interior do Estado. Até ontem, a cidade estava empatada com Campo Grande e Baytaporã em relação aos óbitos. Três Lagoas, uma das principais portas de entrada de MS, já é um dos epicentros da doença.

último boletim epidemiológico divulgado pela Prefeitura traz 96 notificações da Covid-19 na cidade, desde que a situação do novo coronavírus começou a ser priorizada no país. Destes, 24 foram confirmados e 4 ainda aguardam resultado. 66 casos investigados deram negativo e 2 foram excluídos.

O boletim traz que das 24 confirmações, apenas um, relativo ao segundo óbito, não foi possível identificar como ocorreu a transmissão do vírus. Nos novos casos, de pessoas entre 30 e 45 anos, os pacientes tiveram contato com casos positivos e estão em isolamento domiciliar.