Cultura Mato Grosso do Sul

Cultura é destaque no programa “Retomada MS”, com investimentos de R$ 77 milhões

MS Meu Samba – A Fundação de Cultura de MS fez um repasse financeiro para custear a realização de diversas oficinas de capacitação profissional par...

10/10/2021 05h15
Por: Silvio Dias Fonte: Secom Mato Grosso do Sul
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

MS Meu Samba – A Fundação de Cultura de MS fez um repasse financeiro para custear a realização de diversas oficinas de capacitação profissional para as escolas de sambas adultas e mirim filiadas à Lienca (Liga das Escolas de Samba de Campo Grande), em Campo Grande/MS. O valor, para a implementação do projeto, é de R$ 250 mil. O projeto tem por objetivo principal o apoio às Ligas de Escolas de Samba. Este segmento artístico de Campo Grande abarca mais de três mil carnavalescos, dentre eles: bateristas, aderecistas, figurinistas, costureiros, mestres de bateria e brincantes de todas as idades, ou seja, artistas oriundos das oito agremiações que compõem a Liga das Entidades Carnavalescas na Capital. Tais artistas encontram-se na atualidade em situação de vulnerabilidade social, pois a renda básica obtida por essas famílias, na maioria das vezes, vem do carnaval.

Som da Concha – O projeto leva quinzenalmente ao público da Capital, dois shows de artistas ou bandas de MS. A seleção dos artistas ocorre via inscrições em editais lançados anualmente pela Fundação de Cultura de MS. Neste ano, o Edital recebeu 241 inscrições. Através dele foram selecionados dez artistas e bandas para o show de abertura e dez para o show de encerramento. Seguindo protocolos de biossegurança, o evento adotou formato híbrido e com 25% da capacidade de público presencial.

Editais do artesanato – Artesania é um projeto que existe desde 2007 e visa o fortalecimento do artesanato produzido em Mato Grosso do Sul, prevendo investimentos na capacitação de artesãos e no incentivo à criação de núcleos artesanais. A iniciativa aproveita as vocações regionais, levando a preservação das culturas locais e a formação de uma mentalidade empreendedora por meio da preparação para o mercado competitivo. Realizado de forma presencial atendeu diversos municípios e comunidades do interior do Estado. Com a pandemia do novo coronavírus o projeto foi suspenso em 2020 e retornou em 2021 de forma virtual, para fomentar o artesanato de MS e seu modo fazer. As gravações aconteceram entre os dias 4 e 7 de outubro.

O Edital de seleção pública “Prêmio Artesanato de Referência Cultural Sul-mato-grossense” premiou as cem melhores peças artesanais de referência cultural de Mato Grosso do Sul. O Edital objetiva manter a cultura viva e em circulação em tempos de restrições impostas pela pandemia mundial. O valor bruto da premiação é de R$ 2 mil.

Está aberto o Edital para seleção de artesãos e entidades representativas do artesanato sul-mato-grossense para participar da 21ª Feira Nacional de Negócios do Artesanato (Fenearte) e a 32ª Feira Nacional de Artesanato.A Fenearte acontecerá de 10 a 19 de dezembro de 2021, em Olinda, Pernambuco, e a 32ª Feira Nacional de Artesanato acontecerá de 07 a 12 de dezembro, em Belo Horizonte, Minas Gerais.

São disponibilizadas 6 (seis) vagas para cada uma das feiras, totalizando 12 vagas, sendo duas para artesãos individuais e quatro para entidades representativas do artesanato (pessoa jurídica de direito privado sem fins lucrativos), para cada Feira. Podem participar da seleção artesãos que estejam cadastrados no Sistema de Informações Cadastrais do Artesanato Brasileiro (Sicab), com Carteira Nacional dentro do prazo de validade e que tenham disponibilidade para viajar e realizar a comercialização dos seus produtos durante o evento. As entidades representativas devem ser legalmente constituídas e estar cadastradas no Sicab. As inscrições serão realizadas até 31 de outubro.

Seleção de artesãos e entidades para participação no Salão do Artesanato em Brasília– Está aberta a seleção de interessados em participar da 14º Salão de Artesanato - Raízes Brasileiras em Brasília/DF, que acontece de 27 a 31 de outubro de 2021, com espaço coletivo de 50m², para divulgação e comercialização de produtos artesanais de Mato Grosso do Sul. Serão disponibilizadas 6 vagas, sendo 2 para artesãos individuais e 4 para entidades representativas do artesanato (pessoa jurídica de direito privado sem fins lucrativos). O resultado final sai no dia 19 de outubro.

Rodada de Negócios do Artesanato– Realizada pela Fundação de Cultura, com apoio do Sebrae no dia 11 de agosto, movimentou um valor estimado de R$ 95 mil. Foi apresentado o artesanato de referência cultural sul-mato-grossense para empresários compradores de todo o Brasil. Participaram 27 artesãos, foram realizadas 211 reuniões por 36 empresas, totalizando 13 compradores. A iniciativa foi gratuita e virtual.

Fundo de Investimentos Culturais (FIC-MS) - Os 51 contemplados pelo FIC 2019 receberam o pagamento para realização dos seus projetos. Os recursos totalizam R$ 5.109.811,00 (cinco milhões, cento e nove mil, oitocentos e onze reais). Devido à pandemia da Covid-19, os projetos selecionados tiveram que ser readequados. Em julho, o Governo do Estado autorizou o lançamento do Edital de chamamento público do FIC para 2021-2022. Serão R$ 8 milhões reservados para execução de novos projetos de arte e cultura.

Restaurações - Dentro do programa “Retomada MS”, o Governo do Estado vai restaurar a Igreja São Benedito, que fica na Comunidade da Tia Eva, em Campo Grande, e o famoso “Castelinho”, em Ponta Porã. O objetivo é valorizar o patrimônio cultural do Estado. A igreja São Benedito vai receber investimento de R$ 450 mil e o Castelinho de R$ 4 milhões.

O Marco (Museu de Arte Contemporânea de Mato Grosso do Sul) e a Concha Acústica, em estruturas que ficam dentro do Parque das Nações Indígenas, em Campo Grande, também receberão investimentos na casa dos R$ 300 mil para melhorias. O Centro Cultural José Otávio Guizzo e o Teatro Aracy Balabanian também receberão melhorias. O investimento será de R$ 5,5 milhões.

Edital de credenciamento para profissionais das áreas do Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas- A Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul (FCMS) publicou no Diário Oficial de 24 de setembro o resultado do Edital de Credenciamento nº 04/2021 para formação de cadastros de profissionais da área Cultural: Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas. O credenciamento terá validade de 12 meses, contados da data da publicação da lista de credenciados no Diário Oficial de MS. 

Por meio deste Edital foi realizado o credenciamento de pessoas físicas ou microempreendedores individuais interessados em atuar na área de literatura em atividades relativas às políticas públicas do livro, leitura, literatura e bibliotecas, ofertadas pela FCMS, nas categorias: Oralidades, Palestrante/debatedor, Oficineiro e Mediador.

O Edital dita as normas deste concurso de seleção para futura contratação de prestadores de serviço para atuarem nos projetos culturais propostos pela FCMS como o “Proler”, “Biblioteca nas Férias”, entre outros.

22º Encontro do Proler e o 18º Encontro do Sistema Estadual de Bibliotecas- O tema deste ano será Literatura e Cidadania, e o evento será, mais uma vez, totalmente online, com transmissão por plataforma de vídeoconferência. O evento, que será realizado de 03 a 13 de novembro, tem por objetivo contribuir com o processo formativo de profissionais envolvidos com a formação de leitores, por meio da partilha de conhecimentos e troca de experiências sobre o livro, a biblioteca, a leitura e a literatura.

15ª Primavera dos Museus- Com programação extensa, a 15ª Primavera dos Museus aconteceu de 20 a 26 de setembro com ações conjuntas e com a participação de 13 instituições parceiras de Mato Grosso do Sul.  Idealizada pelo Instituto Brasileiro de Museus (IBRAM), cuja organização e coordenação no Estado fica à cargo do Sistema Estadual de Museus de MS (SIEM/MS), a 15ª edição da Primavera dos Museus propôs o tema – Museus: perdas e recomeços – para refletir a função dos museus neste momento.

Concurso “Repensar e reimaginar o MIS antes e pós-pandemia em imagens e sons- O concurso realizado em parceria com o CineCafé, selecionou trabalhos diversos, entre fotografias, vídeos, músicas, áudios e/ou desenhos em especial storyboard com o tema “O futuro dos museus: recuperar e reimaginar”. O tema foi escolhido com o objetivo de provocar a sociedade para as formas espontâneas de valorização dos bens culturais, buscando enfatizar essas manifestações e trazer à luz o debate sobre o futuro dos museus numa linguagem atual e interativa. A entrega da premiação ocorreu em 24 de setembro.

Concurso de vídeos e curtas-metragens “Cine Aves MS - Edição 2021– O concurso tem por finalidade promover a produção audiovisual independente sobre o tema: “Aves do Mato Grosso do Sul em Imagens e Sons” e incentivar a observação e conservação de aves por meio do cinema. Os três primeiros colocados recebem um Kit de Observação de Aves e brindes birding especiais.  A iniciativa do Museu da Imagem e do Som (MIS-MS), unidade da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul em parceria com o Instituto Mamede de Pesquisa Ambiental e Ecoturismo (IMPAE), Editora Ecodidática e Secretaria de Estado de Cidadania e Cultura de Mato Grosso do Sul (SECIC).

XI Simpósio Estadual de Educação Patrimonial e I Seminário Municipal do Patrimônio Cultural de Corumbá– Realizado pela Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul em parceria com a Prefeitura Municipal de Corumbá, o “XI Simpósio Estadual de Educação Patrimonial e I Seminário Municipal do Patrimônio Cultural de Corumbá”, contou com palestras e oficinas virtuais, de 16 a 20 de agosto em Campo Grande e nos dias 23 e 24 de agosto em Corumbá. A iniciativa visa contribuir para a formação critica reflexiva dos cidadãos sul-mato-grossenses, colaborando para o fortalecimento cultural de MS.

19ª Semana Nacional de Museus– Em comemoração ao Dia Internacional dos Museus (18 de maio), ocorreu de 17 a 21 de maio de 2021 a 19ª Semana Nacional de Museus, com programação totalmente online. O tema deste ano foi “O futuro dos museus: Recuperar e reimaginar”. Um dos objetivos foi questionar a atuação e possibilidades dos museus brasileiros, transformando e construindo os museus que pretendemos projetar no amanhã. A programação deste ano contou com oficina de fotografia, palestras, exibição de filmes, lançamento de curta-metragem, sarau virtual, concurso, exposições e visitas virtuais e lançamento de livros e documentários. 

Além dessas ações a Fundação de Cultura de MS tem apoiado diversas lives de artistas em municípios do interior do Estado.

Gisele Colombo, FCMS

Foto do destaque: Chico Ribeiro