Pai e filho são assassinados após briga com vizinhos em Bairro da Capital

0
98
O caso foi registrado como duplo homicídio na Depac Piratininga - Foto: Arquivo/Correio do Estado

Carlos Mendes Figueiredo de 42 anos e o filho, Bruno Pierre Figueiredo de 22, foram assassinados na noite de ontem (10), em um terreno baldio localizado na Rua Luiz Filinto da Silva, Bairro Portal Caiobá, em Campo Grande. De acordo com informações de testemunhas, uma criança de 7 anos teria presenciado a morte do pai e do irmão.

Segundo a Polícia Civil, Carlos havia comprado recentemente o terreno e levou o filho para ajudar a limpar a propriedade. Após capinarem o local, eles teriam colocado fogo no mato e restos de lixo que havia sobrado do terreno para concluir a limpeza. No entanto, o ato incomodou quatro homens que moravam em kitnets ao lado do lote e que teriam ido até o local reclamar com Carlos sobre a fumaça.

Ainda conforme informações da polícia, todos começaram a discutir e um dos vizinhos, que ainda não teve a identidade divulgada, atirou em Carlos a queima roupa e em seguida no jovem que estava ao lado do pai. Equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi até o local mas as vítimas já estavam sem vida.

Dos três homens que estavam no local junto com o atirador, dois fugiram em um veículo Celta, outro fugiu a pé e um continuou no local do crime. A polícia foi acionada e a residência de um deles estava com a porta aberta. Foi encontrado na casa 11 munições de calibre .38 e um celular, além dos documentos pessoais de um dos suspeitos.

De acordo com relatos da perícia, Carlos tinha quatro perfurações, sendo uma no pescoço, clavícula direita, outra no ombro esquerdo e um na testa. Já o filho, Bruno, teve ferimentos no pescoço e  duas perfurações na coxa esquerda. O corpo das vítimas foi encaminhado para o Instituto de Medicina e Odontologia Legal (Imol).

Os veículos de Carlos e Bruno, um Fiat Siena e uma motocicleta Honda Titan foram entregues aos parentes da vítima.

Testemunhas informaram que na manhã desta segunda-feira (11), vizinhos atearam fogo na residência do suspeito que matou pai e filho e o Corpo de Bombeiros foi acionado para conter as chamas. Ainda segundo informações dos vizinhos, um dos suspeitos que estava no local chegou a ameaçar a criança que possivelmente estava no local.

Correio do Estado

Deixe uma resposta