Puccinelli terá de manter distância de investigados

0
25
Foto: Reprodução

A defesa vai informar a ministra Laurita Vaz, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), sobre o contato do ex-governador André Puccinelli (MDB) com o filho André Puccinelli Júnior, por terem relação familiar. É que Laurita, em sua decisão de mandar tirar os dois da prisão, impôs medidas cautelares, como a proibição de manterem contatos com os demais investigados. O descumprimento da medida, advertiu a ministra, poderá levar novamente os dois para a prisão.

A dúvida da defesa é se pai e filho, que são investigados no mesmo processo, estão também proibidos de fazerem contatos. “Isso vai ser esclarecido logo, logo”, comentou o advogado Renê Siufi.

Entre os investigados com restrições de contato estão os empresários João Amorim, João Baird, Flávio Henrique Scrochio (cunhado de Edson Giroto e ainda preso), o ex-secretário estadual de Fazenda André Luiz Cance, o advogado e proprietário do Instituto Ícone, João Paulo Calves, o ex-secretário estadual de Obras Edson Giroto (também ainda preso) e o fiscal da Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos (Agesul), Wilson Roberto Mariano. Há ainda outros investigados com contatos proibidos pela ministra.

Correio do Estado

Deixe uma resposta