Austeridade, transparência, modernidade, novo advogado e negociação salarial são temas discutidos em reunião da nova diretoria da ACS Dourados

0
57

O novo diretor da Associação dos Cabos e Soldados da Polícia Militar e Bombeiros Militares de Mato Grosso do Sul, da Regional Dourados, CB Espindola, reuniu-se com os diretores regionais e estaduais para discutirem os projetos e as dificuldades encontradas após assumirem a ACS em Dourados. Entre os principais temas debatidos estão austeridade, transparência, modernidade, novo advogado e negociação salarial.

Espindola explicou que várias mudanças irão acontecer na nova gestão para dinamizar o contato com os sócios, melhorando a transparência e o corte de gastos. Um dos primeiros passos tomados pela novo diretor foi a reformulação dos sistema de cadastros dos sócios com um programa moderno e eficiente, que passará informações em tempo real de forma transparente a todos os sócios, aumentando a credibilidade da ACS. Somente após assumirem a administração, a nova diretoria já associou mais cinco colaboradores.

Outro ponto elencado por Espindola será o corte de gastos, que hoje aproximasse de R$ 5 mil mensais para a manutenção da sede da ACS Dourados, que conta com campo de futebol, quiosque com churrasqueira, piscina adulta e infantil, área para crianças e um amplo salão de festa climatizado, além de funcionários responsáveis pela manutenção e direção.

Para o uso por parte dos associados das dependências da ACS Dourados, o valor diário para utilização de todas as instalações será de R$ 200 para os sócios e para os não sócios R$ 1 mil. Já a utilização no dia do aniversário do sócio titular será de forma gratuita.

Outra mudança feita pela nova gestão é com relação as questões jurídicas, que agora ficará a cargo do advogado Gilmar Dias.

Luta Salarial

O diretor da ACS Dourados, esteve reunido em Campo Grande, com o presidente da ACS Estadual, Cabo PM Couto, e com Eduardo Riedel, secretário de Governo e Planejamento Estratégico, para debater as questões salariais da categoria, que segundo Espindola a antiga administração da ACS não buscou.

Espindola após a reunião, disse “que não há muito o que se esperar do atual governo tendo em visto o período eleitoral, 180 dia antes e depois das eleições”.

Ainda em Campo Grande, o diretor da ACS Dourados se reuniu com o pré-candidato ao Governo do Estado, o ex-juiz federal Odilon de Oliveira, onde o pré-candidato pediu para a Associação montar uma proposta para ser estudada e colocada no projeto de governo.

Manutenção ACS Dourados

Após assumir a gestão da ACS Dourados, a nova diretoria já iniciou as ações na sede da unidade, resolvendo problemas na caixa d’água, para baixar o consumo de água, já que o local conta com um poço artesiano que estava sendo pouco utilizado.

Os trabalhos estão sendo executados pelo SGT Samuel e o colaborador Farias. Também estão sendo executados trabalhos de limpeza e carpinagem para uma melhor utilização do ambiente pelos sócios.

Deixe uma resposta