PMA prende e autua em R$ 4 mil dois pescadores e apreende 65 kg de pescado e rifle depois de levantamento do setor de inteligência

0
19

Policiais do Serviço de Inteligência de Corumbá realizaram levantamentos sobre dois elementos que estariam praticando pesca durante a piracema, com uso de redes de pesca. Com a informação, uma equipe deslocou-se pelo rio Paraguai até as proximidades da região conhecida como Bracinho e prendeu dois elementos que praticavam pesca durante a piracema, utilizando redes de pesca (petrechos proibidos) e ainda tinham capturado pescado abaixo da medida permitida por lei.

Os infratores estavam em uma embarcação quando foram abordados, na qual foram encontrados 65 kg de pescado, com sinais de captura por petrechos de pesca do tipo rede e vários exemplares encontravam-se abaixo da medida permitida por lei. Havia exemplar de pintado com 68 centímetros, quando o tamanho mínimo de captura é de 85 centímetros para a espécie. O pescado, um barco e um motor de popa foram apreendidos.

Na embarcação também havia um rifle calibre 22 e munições sem documentação que foram apreendidos.

Os infratores, de 29 e 52 anos, residentes em Corumbá, receberam voz de prisão e foram encaminhados à delegacia de Polícia Federal, juntamente com o material apreendido, para responder por crime ambiental de pesca predatória. A pena é de um a três anos de detenção. Eles também responderão por porte ilegal de arma, que prevê pena de dois a quatro anos de detenção.

A PMA também autuou administrativamente os pescadores e multou em R$ 2.000,00 cada um. O pescado será doado para instituições filantrópicas.

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO DA POLÍCIA MILITAR AMBIENTAL 

Deixe uma resposta