Dono de distribuidora reage e atira refrigerantes em ladrão armado; vídeo

0
19

Abordado quando abria uma distribuidora de bebidas no Distrito Federal, um empresário arremessou um fardo de refrigerantes em um ladrão, agrediu e correu atrás do criminoso no último sábado (5). Parte da cena foi registrada por câmeras de segurança da Rua 37 Sul de Águas Claras. O assaltante estava armado e passou em frente ao local antes de fugir. Assustado, o dono conseguiu abaixar a grade de proteção e se fechar dentro da loja.

dono_de_distribuidora[1]

O incidente aconteceu por volta de 11h. Pelas imagens, é possível ver um funcionário da loja saindo pela porta e entrando em um caminhão, que descarregava uma carga de gelo.

À esquerda do vídeo, surgem dois homens: um de camisa social clara e o outro de camisa branca e mochila. O primeiro para em frente a um mercado e finge estar interessado em um dos frangos que eram assados no momento. O outro caminha por mais três metros e depois para.

A gravação mostra ainda que o rapaz de camisa social vai até a distribuidora e tenta abaixar a grade de proteção do comércio para não ser notado. Ele não consegue, mas saca uma arma e anuncia o roubo. O dono da loja atira então os refrigerantes contra o ladrão. Os dois brigam, e o assaltante sai correndo com o empresário atrás dele.

Segundos depois o criminoso volta. A vítima entra na distribuidora e consegue se fechar. Os suspeitos de roubo fogem. Vizinhos se reúnem na frente da distribuidora.

Por telefone, a irmã do dono da loja disse ao G1que a família está assustada. Todos moram na parte de cima da distribuidora. Segundo ela, foi a primeira vez que o comércio – que funciona entre 11h e 23h – foi alvo de assaltantes. O caso ainda não foi registrado na Polícia Civil.

“Eu não concordo com reagir, mas se meu irmão não tivesse reagido nessa hora teriam matado ele. Acho que foi o instinto, na hora”, disse a mulher. “Tem aumentado nos últimos dias as histórias de violência, briga. Estamos assustados. Essa noite mesmo a gente nem conseguiu dormir de medo.”

Deixe uma resposta